Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?-Demosuco

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?

O absorvente íntimo é aquele item que acompanha a mulher por praticamente toda a vida, desde o início da puberdade até a menopausa.

Antigamente, os absorventes se limitavam aos conhecidos “modis”. Mas hoje, com o desenvolvimento da tecnologia, temos várias opções e tipos a nossa escolha. 

Podemos encontrá-los na forma diurna ou noturna, com cobertura seca ou suave, internos ou externos. São diversos os tipos de absorventes disponíveis hoje em dia e a escolha fica a critério de cada mulher, que deve escolher aquele que atende às suas necessidades.

Quais são os tipos de absorventes íntimos?

Para início de conversa, é muito importante que você entenda quais são os tipos de absorventes íntimos disponíveis no mercado para você. É dessa forma, que você vai garantir que você fez a melhor escolha para a sua realidade e necessidade.

Existem 6 principais tipos de absorventes existentes no mercado, que podem ser divididos em duas categorias mais comuns que são os absorventes externos (que são aqueles que você coloca na calcinha) e os absorventes internos (que são aqueles que você introduz no canal vaginal). 

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?Dentro dessas duas categorias principais, vamos te contar um pouco mais sobre cada um dos tipos de absorventes íntimos existentes dentro delas, são eles: 
  • Absorventes externos: protetor diário, absorvente higiênico e calcinha absorvente;
  • Absorventes internos: absorvente interno (conhecido também como OB), coletor menstrual ou copinho e esponja absorvente.  

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre cada um deles?

Absorventes externos

Protetor diário

É um tipo de absorvente ideal para o começo ou final da menstruação, ou seja, no dia em que o fluxo menstrual está começando ou terminando.

Isso significa que o protetor diário é adequado para situações nas quais o fluxo menstrual estiver menos intenso.

Absorvente higiênico

É o mais conhecido. Esse tipo de absorvente possui vários tamanhos, coberturas e modelos.

Os principais são os com abas e sem abas. Mas iremos falar mais especificamente deles mais para baixo. Mas no geral:

  • Sem abas: são indicados para quando o fluxo ainda está fraco. Esse tipo de absorvente mais fino consegue segurar a menstruação “mais leve”.
  • Com abas: Se seu fluxo costuma ficar mais intenso nos próximos dias, recomendamos que você troque para um absorvente com abas. Isso porque esse tipo de absorvente íntimo te permite um conforto maior e por ficar mais “firme” e se mover menos por conta das abas, evita que você suje a sua calcinha.

A troca do absorvente depende muito de mulher para mulher porque vai depender da intensidade do fluxo menstrual dela e como ele se comporta nos dias em que ela está menstruada.

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?

No dia a dia, em geral, costuma-se ficar com o mesmo absorvente por um período entre 3 a 4 horas.  

Quando você for dormir, é interessante que você opte pelos modelos do tipo noturno. Isso porque esse tipo de modelo é mais resistente e são feitos para aguentar mais tempo o fluxo menstrual com o mesmo absorvente. Assim, você pode dormir tranquila, sem medo de se sujar ou sujar a sua cama.

Caso o absorvente irrite a sua pele, veja se o seu absorvente possui cobertura suave ou seca. Geralmente, as irritações são causadas pelo tipo de absorvente com coberturas do tipo seca. 

Calcinha absorvente

A calcinha absorvente é uma calcinha que absorve o seu fluxo menstrual, fazendo com o que você não precise utilizar outros tipos de absorventes.

Esse tipo de absorvente possui um forro que tem algumas camadas de tecido (normalmente em torno de três), que fazem esse papel de absorver o fluxo menstrual e manter a sua pele seca e sem sujeiras.

O interessante da calcinha absorvente é que ela é reutilizável, ou seja, você pode lava-la como se fosse uma calcinha comum, seja na máquina de lavar ou na mão e depois reutilizá-la quando ela estiver completamente seca.

Esse tipo de absorvente possui  uma tecnologia de proteção contra vazamentos em seus forros e prometem absorver tanto quanto dois absorventes externos descartáveis. Ou seja, ao optar pela calcinha absorvente você garante proteção e a redução da produção de lixo!

No caso de quem tem fluxos menstruais muito intensos, a indicação é usar a calcinha como back-up do absorvente interno ou coletor menstrual nos dias mais intensos da menstruação, considerando a ideia de redução da produção de lixo.

Assim, você consegue garantir que não terá problemas com vazamentos e que estará fazendo seu papel na redução do impacto ambiental. 

Essa dica de utilizar dois tipos de absorventes no caso de fluxo mais intensos, é dada pela própria Pantys que é a marca mais conhecida de calcinhas absorventes aqui no Brasil.

Quanto ao tempo que você pode utilizar a calcinha absorvente, a recomendação é entre 6 a 10 horas, mas a dica é que, principalmente no início, você busque fazer a troca a  

As marcas de calcinhas absorventes orientam seu uso por entre seis e 10 horas.

Absorventes internos

Absorvente interno

Bom, esse tipo de absorvente ainda é um tabu para muitas garotas e mulheres. Isso porque tem muitas pessoas que associam o uso do absorvente interno com a perda da virgindade.

É importante lembrar que, existe sim a possibilidade de rompimento do seu hímen ao utilizar esse tipo de absorvente mas que a perda dele não significa início de uma vida sexual.

Apesar da praticidade e liberdade que esse tipo de absorvente proporciona, sabemos que o seu uso é difícil porque requer uma intimidade com o seu corpo para poder colocar o absorvente sem problemas.

Esse tipo de receio acontece mais nas primeiras vezes, mas com o tempo, tudo vai ficando mais fácil e prático. 

Além de higiênico, o absorvente interno ou ob, impede que o fluxo da menstruação entre em contato com o ar. É exatamente por isso que o odor da menstruação praticamente desaparece. 

Se ele é colocado na parte interna da região íntima, você deve estar se perguntando se ele é confortável: sim! É muito confortável, você mal sente ele dentro de você.

Mas para te garantir conforto e segura, você deve colocá-lo direitinho. Se você sentir algum incômodo, é melhor colocar de novo porque o certo é não sentir nada. 

Se você está se perguntando: Será se ele é seguro? A resposta é sim! Ele não vai se perder dentro de você! Da mesma forma que você coloca, você consegue tirar com facilidade.

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?

Como o absorvente vai estar dentro do seu corpo, ele não vai molhar. Ou seja, se você estiver menstruada e surgir a oportunidade de entrar no mar ou na piscina, a menstruação não irá te impedir se você tem o ob do seu lado! 🙂

Nesse caso, é muito importante prestar atenção na troca do absorvente, principalmente porque você não consegue visualizar se ele está cheio ou não. Portanto, você precisa realizar a troca de quatro em quatro horas. 

Coletor menstrual

O coletor menstrual também é conhecido como copinho. Ele é um tipo de absorvente que você introduz no canal vaginal, assim como o OB. 

Costuma ser feito de silicone, que é um material que apresenta maleabilidade e é hipoalergênico, além de ser um material de fácil higienização.

O coletor menstrual deve ser introduzido na sua região genital durante o seu período menstrual e ele coleta todo o sangue produzido. 

Você pode dormir tranquilamente com o coletor menstrual, afinal ele pode ser usado por até 12 horas seguidas sem trocar. A troca deve ser feita entre 2 a 3 horas por dia, ou a cada 4 horas. 

Na verdade, a quantidade de vezes que você retira, esvazia, lava e limpa o seu coletor menstrual vai depender do seu fluxo menstrual e você vai entendendo qual é a frequência que funciona para você.

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?

Vale lembrar que o seu canal genital é diferente do canal urinário, isso significa que você não precisa retirar o copinho ou coletor menstrual para fazer suas necessidades fisiológicas como urinar ou evacuar.

Como o coletor é lavável, ele pode ser utilizado várias vezes! Isso significa que a longo prazo, o custo é muito menor em relação aos custos que teria com o absorvente normal.

Além de todo impacto ambiental ser menor, porque você produz menos lixo, né?

Se você cuidar e manter-lo sempre limpo, o coletor menstrual pode durar até 10 anos! Dá pra acreditar?

Em relação ao seu hímen, a chance de rompimento dele existe e é a mesma questão do ob. Principalmente, porque quando você introduz o coletor, ele entra fechadinho, como se um absorvente interno, mas ele se “abre” lá dentro, formando um copinho mesmo para conseguir coletar o sangue. 

Portanto, as chances de que o hímen possa se romper acabam se tornando maiores. Mas, de novo: isso não tem nada a ver com início de relações sexuais, afinal, a sua virgindade não depende apenas da existência do hímen ou não.

Esponja absorvente

A esponja absorvente é muito usada pelas mulheres europeias e ainda não é tão usada pelas brasileiras por aqui. 

Costuma ser mais para aquelas mulheres que possuem alguma alergia aos componentes  presentes nos materiais dos absorventes industrializados.

Sua abertura é em formato de coração para que ocorra o encaixe com o seu dedo e facilitar a colocação da esponjinha no canal vaginal.

Assim como o coletor menstrual, a esponjinha entra fechadinha no seu canal vaginal e depois se abre para conseguir absorver o sangue produzido ali. Apesar disso, dizem que os riscos de rompimento do seu hímen são menores porque ela apenas absorver e ser significativamente menor do que o coletor menstrual.

Por ser um absorvente interno, você precisa prestar atenção na hora colocação e sempre manter uma higiene apropriada das mãos, afinal, você está mexendo com a sua região íntima.

Apesar de também ser colocada no seu canal vaginal, de forma semelhante ao coletor menstrual, a esponjinha é totalmente descartável. Isso significa que a esponjinha deve ser trocada como se fosse um absorvente interno ob. A recomendação é de que a troca ocorra a cada quatro horas.

Assim como os demais absorventes internos, a esponjinha promete promover uma liberdade não encontrada nos absorventes comuns, que é poder fazer natação e/ou entrar em contato com mar, sauna, academia, prática de esportes.

Coberturas: seca ou suave?

As duas coberturas de absorvente íntimo mais encontradas são as secas ou as suaves. O tipo de cobertura mais ideal para você depende muito de como a sua pele se comporta diante de cada uma delas. Vamos conhecer mais um pouquinho sobre cada uma?

Absorventes com cobertura seca

Os absorventes íntimos com a cobertura seca podem causar algumas bolhas e assaduras na região íntima. Isso porque esse tipo de cobertura tende a ressecar e esquentar a região mais a sua íntima.

Esse tipo de absorvente costuma ser recoberto por um material de plástico que pode dar a falsa sensação de limpeza, porque o sangramento passa pelos furos e se concentrar no fundo, então você acaba vendo “menos” sangue. 

E é justamente por conta disso, que muitas mulheres acabam demorando mais para fazer a troca por um novo absorvente e é dessa decisão que acaba fazendo com que surjam algumas irritações e alergias na pele.

Portanto, na teoria, se você fizer a troca certinho e não demorar tanto para trocar o absorvente por um novo, esse tipo de reação não deve acontecer com você. 

Absorventes com cobertura suave

Os absorventes íntimos com a suave são feitos de algodão ou de celulose. Por serem fibras mais naturais, elas são menos agressivas a sua pele do que o plástico que tem nas coberturas secas.

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?

É por isso que as peles mais sensíveis preferem os absorventes de cobertura suave, já que as irritações provocadas pela cobertura seca já não tem motivos para acontecerem aqui.

Apesar de serem mais confortáveis e não causarem irritação a sua pele, a cobertura suave não é indicado para aquelas mulheres que tem um fluxo menstrual muito intenso. Isso porque a absorção da cobertura suave não é tão eficaz quanto o de textura seca e as trocas acabam precisando acontecer mais vezes.

Qual é a diferença entre o absorvente para o dia e para a noite?

A diferença entre o absorvente diurno e o noturno é basicamente o tamanho e a capacidade de absorção deles. 

O absorvente básico costuma ser menor, mas acaba tendo um período de absorção menor do que o noturno, já que entende-se que por estar acordada, você consegue efetuar a troca mais vezes.

Já o absorvente noturno, possui um tamanho maior porque é feito pensado para ser utilizado a noite, ou seja, para que você não tenha problemas de vazamentos durante o seu sono. 

Isso acaba garantindo uma maior capacidade de absorção a esse tipo de absorvente.

Caso o seu fluxo seja intenso, o noturno é uma ótima opção para você usar também durante o dia. 

É importante lembrar que esses nomes “diurno” ou “noturno” não quer dizer que o uso deles se restringe a um período do dia específico. Quem vai determinar quando usar cada um é você, viu?

Qual é a diferença entre o absorvente com abas e o sem abas?

A diferença entre esses dois tipos de absorventes se resume basicamente em ter ou não ter abas.

Os absorventes com abas irão te proporcionar mais segurança porque as abas presentes nesse tipo de absorvente garantem que eles se fixem no tecido da sua calcinha. Dessa forma, você não tem a preocupação de que ele possa se soltar e acabar causando algum vazamento.

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?

Apesar disso, as abas acabam ficando em contato com a sua virilha e podem causar alguma irritação ou reações alérgicas nesta região. Mas é só uma possibilidade que pode acontecer, tá? Não significa que necessariamente vai ocorrer a alergia.

Já aqueles absorventes sem as abas são indicados para mulheres que se sentem desconfortáveis ao utilizarem absorventes com abas. 

Também costumam serem usados no início ou término do seu período menstrual naquelas versões menores, já que a sua fixação não é total como no caso dos absorventes com aba que contém os adesivos laterais.

Não se esqueça de manter uma boa higiene íntima, viu?

Como nosso papel aqui é te informar, é importante que a gente te lembre de garantir uma boa higiene íntima durante o período do seu ciclo menstrual. Principalmente porque a região íntima vai exigir mais limpeza do que no outros dias.

Absorvente íntimo: quais são os tipos e texturas existentes no mercado e qual é o melhor para o meu caso?

A sua região vaginal deve ser lavada mais de uma vez ao dia. Na verdade, o ideal é que você higienize todas as vezes que você efetuar a troca de absorvente.

Se não garantir uma boa higiene a sua região íntima, você ficará mais suscetível a bactérias e fungos que podem acabar se alocando naquela região e provocar doenças ou alergias em você. Portanto, fique atenta, viu?

Se você escolher o absorvente certo que atenda às suas necessidades e manter a sua higiene em dia, os problemas de saúde e incômodos relacionados ou causados pelos absorventes podem ser evitados.

Também é importante que você faça visitas periódicas ao seu ginecologista de preferência porque existem outros exames relacionados a sua saúde íntima que devem sempre estar em dia.

Além disso, se ainda tiver restado alguma dúvida acerca do uso do absorvente íntimo e seus tipos e qual é o melhor para o seu caso, você pode conversar com o seu ginecologista para que vocês decidam juntos qual é o ideal para você.

Você também pode deixar aqui nos comentários alguma dúvida, caso tenha ficado, que nós iremos te ajudar! 

Produtos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *