Fralda geriátrica cuidados que você precisa ter para garantir o bem-estar e o conforto do idoso

Fralda geriátrica: cuidados que você precisa ter para garantir o bem-estar e o conforto do idoso

Se você convive ou conhece alguns idosos, deve saber do quanto preciosos e delicados eles são. A terceira idade chega para todos e ela não vem só, traz consigo novas perspectivas, transformações físicas e psicológicas.

Essas mudanças, por muitas vezes, não são bem enfrentadas pelos velhinhos, por isso deve-se dar uma atenção especial a eles, para que o processo de adaptação seja mais tranquilo.

Claro que nada acontece de uma hora para outra, é tudo muito natural, mas com a perda de algumas capacidades, novas dietas, atividades e a utilização de itens que auxiliem em suas necessidades rotineiras se tornam essenciais.

A fralda geriátrica, por exemplo, é um dos itens que muitas vezes acabam sendo acrescidas na vida de um idoso. Esse item normalmente é indicado para pessoas com quadro de infecção ou incontinência urinaria.

Tem como finalidade promover saúde, bem estar, limpeza e a proteção daqueles que nessa fase da vida, não conseguem se conter em suas necessidades. 

Apesar de ter esses como principais objetivos, a fralda geriátrica também causa desconforto quando não é utilizada corretamente.

Com o propósito de ajudar a amenizar nas dificuldades adaptativas do uso das fraldas geriátricas, trouxemos esse conteúdo com os principais cuidados que garantirão o conforto e o bem estar dos idosos.

 Confira:

Sumário

Escolha corretamente o tipo e o tamanho da fralda geriátrica

Muitas vezes, alguns idosos são afetados pelo erro de escolha da fralda geriátrica que usam. Quando não são apropriadas para o idoso, as fraldas podem muito mais prejudicar do que beneficiar.

Isso porque há vários tipos de fralda geriátrica: com cobertura secas, suaves, que devem ser escolhidas baseadas na frequência do uso, no clima do ambiente e na movimentação do idoso.

O que também não pode deixar de ser observado é o tamanho da fralda.

Quando pequena e apertada, pode ocasionar ferimentos, contribuir na formação de assaduras, dermatites, além de prejudicar na circulação sanguínea.

Há quem pense que “quanto maior, melhor”, mas não é bem assim. Uma fralda geriátrica grande pode também ferir e machucar o idoso por seu excesso, além de possibilitar um vazamento.

Por isso, antes de escolher uma fralda geriátrica e efetuar a compra, busque conhecer mais sobre o idoso que irá usá-la e realize pesquisas sobre as fraldas geriátricas

Pense no conforto e na sua satisfação do idoso. Se adaptar ao uso da fralda geriátrica já não é fácil e ter que utilizar uma que aumente o incômodo, dificulta ainda mais.

Pense também na economia que será feita ao escolher certeiramente a fralda geriátrica ideal, evitando trocas desgastantes e desperdícios.

Veja mais em: Fraldas geriátrica: o que é e quais suas principais funcionalidades

Faça a troca frequente durante o dia

Um dos cuidados que também evitam ferimentos e assaduras nos idosos é a troca imediata após a evacuação.

O contato prolongado com a urina ou com as fezes podem tornar propício o surgimento de infecções na região íntima do idoso.

A umidade e o calor aumentam as chances de infecção, por isso é importante sempre observar ou perguntar ao idoso se a fralda geriátrica permanece limpa.

Faça a higiene completa

Como já foi dito, a troca frequente é importante, mas essa troca não deve ser descuidada.  Ao executar a atividade de troca, cautela será fundamental.

Além da cautela, cumprir etapas são necessárias para manter a segurança e a higiene do idoso. Só a troca da fralda geriátrica não é suficiente.

Fralda geriátrica cuidados que você precisa ter para garantir o bem-estar e o conforto do idoso

Para que nada passe despercebido, pontuamos alguns dos cuidados mais importantes na hora da higienização para que você tome conhecimento sobre como deve ser dar a limpeza ideal e completa:

Limpeza

Ao retirar a fralda geriátrica suja, a limpeza completa deve ser parte da remoção.

O banho é indispensável, mas como há possibilidades de mais de uma troca de fralda ao longo do dia, para que haja praticidade, você pode utilizar toalhas macias e loções de limpeza que não contenham álcool.

Se for fazer uso de alguma loção, busque por específicas ou por aquelas se assemelham às loções de bebês. Elas são levinhas, sem componentes químicos agressivos e apropriadas para a limpeza da região.

Há uma outra opção além das toalhas macias: Lenços umedecidos. Existem lenços de vários tipos, perfumados, com detergência ou não.

Se for abraçar a ideia dos lenços, siga as orientações dadas acima acerca dos componentes químicos de um produto, eles precisam ser bem suaves e sempre sem álcool.

Limpe bem o idoso, massageio suavemente com auxílio da toalha ou do lenço. Sempre limpe em todas as dobrinhas da pele engelhada e fininha. Sempre se certifique de que não há mais sujidades.

A pele de um idoso é muito sensível, até mais do que a de um bebê. Por isso, esteja sempre com as unhas cortadas e higienizadas para que não corra riscos de causar ferimentos ou infecções ao velhinho.

Hidratação

Sempre depois do banho ou da limpeza, é necessário que a pele do idoso seja hidratada.  

Seguindo as recomendações dadas anteriormente sobre os componentes de uma loção, busque por loções hidratantes leves, que não sejam exageradamente perfumadas.  

O cumprimento dessa etapa é importante, pois a pele ressecada e rígida em atrito ocasiona ferimentos.

Isso não vale apenas para a região íntima, mas para qualquer parte do corpo, por isso mantenha a pele do idoso sempre hidratada.

Secagem

Após a limpeza adequada, é importante permitir que todo o líquido (da água ou loção aplicada), evapore e seque. Você mesmo pode utilizar uma outra toalha para acelerar o processo de secagem.

É fundamental que não haja umidade, pois o uso da fralda geriátrica, naturalmente, já umedece a região íntima do idoso.

Essa umidade é causada pelo abafamento e calor, que contribuem para o surgimento de assaduras e dermatites.

Corte e aparo de pelos

Como você deve saber, pelos pubianos têm função protetora, mas também deve saber que o crescimento excessivo dos pelos, se não aparados, podem prejudicar.

O corte e aparo dos pelos da região íntima são muitas vezes ignorados, o que não deve, pois, além de contribuir e favorecer a umidade, podem machucar a pele e provocar também assaduras.

Os pelos devem ser cuidadosamente aparados, nunca raspados com lâmina ou arrancados por cera depilatória. Como já fora dito, a pele dos idosos é sensível e o aparo desleixado pode gerar lesões.

Faça o uso de pomadas

Além da loção hidratante, você pode contar com um outro aliado: as pomadas para assaduras.

As pomadas tratam, previnem as assaduras e as indesejadas dermatites. O seu uso pode ser feito após a limpeza e hidratação.

Esteja sempre atento

Muitos problemas poderão ser evitados se você estiver sempre observando muito bem o idoso. Sempre ouça as queixas quando houverem.

Observe sempre como está a pele do idoso, se há manchas, sinal de ressecamento, algum tipo de alergia, bolhas ou outros tipos de ferimentos.

Se encontrar, procure um médico especialista e siga suas recomendações. A saúde de um idoso é importante e o seu bem estar também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *