Abscesso Dentário causas, tratamentos e sintomas

Abscesso dentário: o que é, causas, sintomas e tratamentos

Problemas com a nossa saúde bucal sempre podem acontecer, e nas horas mais difíceis.

Assim como as famosas dores de dente, o abscesso dentário também é o tipo de problema que costuma trazer muitos transtornos para a pessoa afetada.

Muitas pessoas não sabem como ou porque ele se forma e nem como costuma se desenvolver o abscesso.

Por isso, hoje iremos trazer algumas informações importantes a respeito dessa situação tão desagradável, para que você possa entender mais sobre o problema e saber como tratar.

Afinal, estar com a sua saúde bucal em dia é super importante e pode ajudar a evitar muitas situações incomodas e dolorosas.

Vamos então conhecer um pouco mais sobre esse tipo de abscesso e suas principais características.

O que é o abscesso dentário?

Primeiramente, é preciso saber e entender o que é um abscesso.

Abscesso em geral

O abscesso nada mais é do que uma protuberância em tecidos do nosso corpo, que algum tipo de inflamação ou infecção acaba por causar.

Eles podem ser causados por entupimentos em glândulas de nosso corpo ou pele, causando inflamações que podem ou não ser dolorosas.

Os abscessos podem ocorrer não só na pele, mas também em vários tecidos e órgãos do corpo humano, incluindo cérebro, pulmão e fígado por exemplo.

Além dos locais mais comuns de aparecimento dessas bolsas de pus, também podemos observar seu surgimento na gengiva, devido a problemas com a saúde bucal.

Abscesso dentário

Assim como aqueles que se formam na pele, o dentário também é uma coleção de pus, que se forma por conta de uma infecção.

Nesse caso, algum tipo de lesão ou infecção no dente ou gengiva acaba por provocar a produção de líquidos contaminados e bactérias, que acabam por adentrar a pele da gengiva.

Abscesso Dentário causas, tratamentos e sintomas

Acontece uma formação de pus em formato de bolsa, com cor esbranquiçada em forma de caroço.

Essa formação purulenta, por ser na gengiva que é uma área sensível, acaba por ser extremamente incômoda e dolorosa.

Portanto um abscesso dentário é o resultado de uma infecção ou contaminação por micro-organismos como as bactérias, que acabam por se alojar na gengiva.

Caso não tratada, a infecção pode evoluir para um quadro como este, vindo a causar diversos tipos de problemas.

Algumas causas do abscesso no dente

Agora que você já sabe o que é um abscesso dentário e entende um pouco de como ele pode ocorrer, vamos ver em detalhes o que pode ocasionar esse tipo de problema.

A causa mais comum são as bactérias, mas essa, porém, não é a única forma de desenvolver essa coleção de pus.

Vamos analisar algumas das causas do abscesso dentário.

Bactérias

A causa mais comum do abscesso dentário é a infecção por meio de bactérias, que se alojam na gengiva e nos dentes.

Muitas vezes, ao comer, restos de comida acabam prendendo-se entre os dentes ou até mesmo dentro da gengiva.

Isso é muito comum principalmente quando consumimos alimentos que são bastante fibrosos, como a manga ou quando comemos pipoca, que solta a famosa “casquinha”.

Esses alimentos podem vir a se alojar entre os dentes ou entrar na gengiva e começarem então um processo de decomposição.

Abscesso Dentário causas, tratamentos e sintomas

Além de serem causadores de cáries e outros tipos de doenças, esse acúmulo de alimentos nessa área pode vir a causar uma infecção por bactérias e provocar o surgimento de um abscesso.

Esse abscesso, conhecido como periodontal, é formado pelas bactérias na gengiva de forma muito rápida.

É importante manter uma excelente higiene bucal, escovando os dentes após cada refeição feita.

Além disso, é de extrema importância usar o fio dental todos os dias, para assim, retirar os acúmulos de comida.

Infecções dentárias

O excesso de bactérias que acabam por se acumularem na bocam causam as infecções dentárias e gengivais.

A falta de higiene bucal adequada causa essas infecções, e acaba provocando com que esses micro organismos se depositem na gengiva e nos dentes, formando cálculos que produzem ácido que corrói os dentes.

De toda forma, as bactérias causam a infecção, que pode vir a desencadear um doloroso abscesso.

Infecções na gengiva

Também ocasionadas por bactérias, podem ser provocadas inicialmente por acúmulo de comida nos vãos da gengiva ou lesões no tecido.

Importante fazer a higiene adequada, utilizar bons enxaguantes bucais e certificar-se de não haver partes ou fibras de comida entre a gengiva e os dentes.

Essa é uma das maiores causas da formação de abscessos.

Cáries

Uma cárie pode vir a formar um abscesso dentário.

Isso porque, quando a cárie alcança seu estágio mais avançado, provoca inflamações e infecção no dente, por conta mais uma vez das bactérias.

Essa infecção provoca muita dor para a pessoa, além de ocasionar a formação de abscessos na região, por conta do acúmulo de pus causado.

A cárie é um problema comum e assim como vários outros tipos de doenças da região bucal, a higiene ineficaz ou inexistente, provoca o problema na maioria dos casos.

Apesar de ser um tipo de situação que a escovação e as visitas periódicas ao dentista podem evitar, a cárie ainda é um problema bastante comum entre pessoas de todas as idades e pode vir a causar abscessos.

Lesões na gengiva

A gengiva acaba sendo muito afetada por conta da falta de higiene bucal e problemas semelhantes.

A gengivite, que é um tipo de infecção nesse tecido, provoca vermelhidão, inchaço na área e sangramentos constantes na hora da escovação.

Caso não receba tratamento adequado, ela pode evoluir para uma periodontite. Em alguns casos, pode requerer o uso de antibióticos, além de uma higiene bucal mais elaborada.

Como trata-se também de uma infecção, pode vir a contribuir com o aparecimento de abscessos na região gengival.

Lesões na raiz do dente

Tanto as cáries podem avançar até a raiz do dente, causando infecção nessa parte mais sensível e cheia de nervos, quanto outros tipos de lesões mecânicas podem acontecer, provocadas por pancadas fortes, por exemplo.

Com a lesão ou rachadura no dente, as bactérias podem adentrar essa área, ocasionando uma infecção dolorosa que provoca a formação de pus.

Esse pus acaba por se anunciar como uma protuberância, formando um abscesso.

Mais uma vez é importante frisar a importância que se deve dar a correta escovação dos dentes e também, a cada visita periódica ao dentista.

Além disso, ao menor sinal de algum de seus dentes possam ter rachaduras ou lesões, mesmo sem cáries, visite seu dentista para se certificar de tomar as precauções necessárias.

Isso pode evitar que problemas futuros possam ocorrer, mesmo que no momento atual, ainda não existam sintomas dolorosos.

Tipos de abscesso dentário

Já sabemos com mais detalhes o que é um abscesso dentário. Mas você sabia que existe mais de um tipo dele?

Vamos entender quais são os tipos de abscesso e como eles podem se formar nessa região tão sensível do nosso corpo.

Abscesso periapical

Vamos entender primeiro o que é exatamente o pus.

Uma junção de elementos como glóbulos brancos, bactérias, sangue e outros materiais, formam esse líquido que pode ter tons de amarelado, branco ou até verde.

Esse excesso de pus aglomerado, acaba por formar o abscesso.

No caso do abscesso periapical, esse acúmulo purulento ocorre na raiz do dente, mais precisamente, na ponta desta.

Uma infecção na polpa do dente geralmente é a causa.

Sem ser tratada corretamente ou simplesmente ser recebeu qualquer tratamento, agrava-se.

Esse tipo de abscesso no próprio dente pode ser bastante perigosa, já que pode acabar se alastrando para os ossos adjacentes, aumentando a área de infecção e até destruindo tecidos.

Caso o acúmulo de pus vá aumentando muito no abscesso – no caso de não ter tratamento – essa protuberância pode alcançar a gengiva, causando um inchaço na área e posterior vazamento do pus para fora do tecido.

Importante notar que o abscesso é interno, no osso, logo, acaba sendo prudente fazer um tratamento rápido para sanar o problema e evitar que a infecção se espalhe por outras áreas do corpo.

Abscesso periodontal

Esse tipo de abscesso é externo, e ocorre principalmente entre a gengiva e o dente, geralmente causado pelo acúmulo de sujeira nessas áreas devido a falta de higiene.

O acúmulo de comida entre os dentes e a gengiva, pode acarretar, entre outros diversos problemas, a gengivite, que se não tratada, evolui para uma periodontite.

Essa doença pode acarretar até mesmo a perda dos seus dentes.

A periodontite, que pode formar também o abscesso periodontal, também tem como agente causador as bactérias da boca.

A formação da protuberância na área, ocasionada pelo acúmulo de pus pode ser notada visivelmente e também costuma ser muito incômoda.

Se você constatar a presença de bolhas na gengiva ou mesmo de abscessos com ou sem pus na área, consulte seu dentista imediatamente.

Principais sintomas do abscesso dentário

Geralmente, os abscessos dentários, principalmente aqueles formados na parte da gengiva – os periodontais – são mais fáceis de diagnosticar justamente por serem visíveis.

Eles provocam vermelhidão na área, pode haver a secreção de pus, e o inchaço na região da gengiva ou do dente, a depender do caso, também é bastante comum.

Além desses sintomas visuais, podemos listar alguns outros:

  • Mau hálito
  • Dor na região da boca
  • Dor de dente ou na gengiva afetada
  • Possibilidade de ficar com os dentes sensíveis
  • Dores mais agudas ao comer
  • Gengivite
  • Pode haver formação de ínguas no pescoço, por conta da infecção
  • Febre
  • Dificuldade para engolir
  • Sabor ruim na boca

Como evitar a ocorrência desse problema

Como vimos, diversos fatores podem provocar um abscesso dentário, mas todos eles estão relacionados com as infecções causadas pelas bactérias.

Precisamos ter em mente que a boca é uma parte do nosso corpo que merece muita atenção, já que é a porta de entrada para o organismo.

Por isso, a higiene adequada precisa estar sempre em primeiro plano, afim de garantir que você evite certos tipos de doenças.

  • Escove os dentes após cada refeição
  • Use o fio dental diariamente
  • Visite seu dentista pelo menos uma vez ao ano e faça limpeza nos dentes
  • Use sempre um bom enxaguante bucal, e procure sempre informar-se com o seu dentista sobre as melhores marcas do produto
  • Evitar consumir alimentos ricos em açúcar
  • Troque periodicamente sua escova de dentes.

Como é possível aliviar a dor do abscesso dentário?

O primeiro passo a se tomar assim que perceber o abscesso dentário ou gengival, é recorrer a um dentista para poder tratar o problema.

Muitas vezes, no entanto, não é possível ir até o consultório, seja por estar em algum local sem esse tipo de atendimento, sem dinheiro para a consulta ou mesmo caso seja em um grande feriado ou fim de semana.

Caso você tenha um abscesso incômodo e doloroso, pode tentar algumas coisas para que os sintomas sejam menos agressivos.

Vale lembrar, no entanto, que não deve auto medicar-se com antibióticos ou outros tipos de remédios que só devem ser receitados pelo seu dentista, afim de evitar problemas maiores.

Algumas das alternativas para que você possa aliviar as dores:

Fazer uma compressa morna ou quente

A compressa quente é uma ótima opção nesses casos onde o corpo está sofrendo com algum tipo de quadro infeccioso.

Além de você poder utilizá-la nos casos de dor de dente ou inflamações nestes, vai muito bem para aliviar o desconforto causado por um abscesso dentário.

A água quente da compressa atua fazendo com que o fluxo sanguíneo acabe sendo mais intenso, purificando a área e ajudando a inflamação a se dissipar mais rapidez.

Além disso, ela proporciona um maior relaxamento dos músculos, e consequentemente, um alívio maior da dor.

Faça a compressa quente de 3 a 4 vezes ao dia para melhores resultados.

Tome analgésicos

Você pode ingerir alguns remédios de uso comum, vendidos em farmácias sem receita médica, para dores em geral.

Um remédio bastante utilizado é o ibuprofeno, que é um anti-inflamatório e também analgésico.

Esse medicamento não irá curar a sua infecção e nem mesmo promover a total remoção do mal que está causando o abscesso.

Porém, provoca alívio na sensação ruim que o abscesso causa, podendo auxiliá-lo a aguentar até a hora da ajuda de um dentista.

Bochechos com água morna e sal

Mais uma vez a água morna se mostra útil para ajudar a diminuir a inflamação no dente e na gengiva.

Os bochechos várias vezes ao dia com água morna e sal, auxiliam o relaxamento da região afetada pelo abscesso e diminuem também a sensibilidade que o abscesso pode provocar.

Mas lembre-se que nenhuma das alternativas irá substituir a consulta com um dentista, para a possível drenagem do pus e o tratamento no dente afetado, caso seja necessário.

Posso curar o abscesso dentário em casa?

A reposta para essa questão é bem simples: não. Você não pode curar sozinho, um abscesso dentário em casa.

Isso porque o abscesso acontece graças a algum outro problema mais sério que está se desenvolvendo, seja em sua gengiva ou até mesmo na raiz de algum dente.

Conforme falamos anteriormente, o abscesso na gengiva pode vir a ser causado por alguma infecção bacteriana no tecido da gengiva entre os dentes.

Esse tipo de doença pode até mesmo evoluir para consequências muito piores se não tratado devidamente.

Caso você tenha um abscesso na gengiva, ainda assim, ele pode estar sendo causado por conta de uma inflamação ou abscesso na raiz de um dente, que está “florescendo” para a parte externa da sua gengiva.

Justamente por isso, é muito importante que você recorra a um profissional para sanar a raiz do problema.

Muitas vezes é necessário fazer a drenagem dos líquidos que se encontram no interior do abscesso dentário para que haja o efetivo alivio dos sintomas.

E claro, muitas das vezes, fazer algum tipo de tratamento com antibióticos para curar as causas do problema e sanar a infecção se faz necessário.

Abscesso Dentário causas, tratamentos e sintomas

No caso de um abscesso dentário periapical, que ocorre na raiz do dente e uma infecção na polpa deste causa o problema, é recomendado um tratamento de canal.

Em casos mais drásticos, se não tratados a tempo, o dentista pode até mesmo ter de optar pela total extração do dente afetado.

Procure seu dentista assim que possível, mesmo que você tenha utilizado métodos caseiros ou remédios que ajudaram a sanar momentaneamente a dor do abscesso.

Por que é perigoso não cuidar de uma infecção dentária?

Muitas pessoas que sofrem de algum tipo de infecção dentária, por vezes, acabam não buscando o auxilio necessário para que possam solucionar o problema em definitivo.

Algumas, por medo de recorrer ao dentista e possivelmente sentir dor no tratamento, outras, por simplesmente não ter recursos no momento para buscar um tratamento.

Na rede pública de saúde, recorrer a um tratamento dentário pode ser demorado, por isso, muitos pacientes acabam buscando planos de saúde dentários ou mesmo médicos particulares.

Abscesso Dentário causas, tratamentos e sintomas

Um tratamento pode ser bastante caro. Isso acaba afastando quem precisa de uma emergência como essa, em cima da hora.

É importante que se tenha uma reserva financeira para esses gastos, que podem surgir a qualquer momento. Além disso, manter uma boa higiene bucal é essencial.

Uma infecção dentária pode ser muito perigosa se não tratada

Há quem ache que o único malefício de não tratar uma infecção dentária, abscesso ou dente cariado seja apenas a dor que ele provoca.

Mas a realidade pode ser bem diferente.

Uma infecção dentária, é, antes de tudo, uma infecção.

Seja por meio de um dente cariado, onde há bactérias agindo dentro do seu dente e formando uma inflamação que pode ser purulenta – formando então um abscesso – ou por qualquer outra doença gengival.

Essas infecções em nosso corpo podem viajar pela corrente sanguínea e acabar se alastrando para outras áreas do nosso corpo.

Não é incomum dessa situação acontecer.

As bactérias responsáveis por causar essas infecções em nossa boca podem alojar-se em outras regiões e órgãos, como pulmão, coração, rins e até mesmo no cérebro.

E sim, há risco de morte.

Um abscesso dentário é sintoma claro de que uma infecção bacteriana está ocorrendo, seja apenas na região da gengiva ou mesmo dentro da raiz do dente.

Essa infecção tanto pode percorrer os tecidos próximos, alastrando-se por meio dos ossos da face, por exemplo, quanto pelo sangue.

Há o perigo de uma infecção generalizada, que pode ser fatal, ou mesmo o alojamento de um grupo bacteriano no coração, provocando então problemas cardíacos.

Seja como for, fique atento.

A boca, como já dissemos, é a porta de entrada do nosso corpo, para diversos tipos de micro organismos.

Portanto, mantenha a saúde bucal sempre em dia e tome muito cuidado com as infecções dentárias e gengivais não tratadas.

Quantos dias demora para desinchar um abscesso?

Um abscesso comum, na pele, pode levar em torno de 3 dias para sumir sozinho, caso seja um quadro menos preocupante de infecção.

Em alguns casos, uma intervenção por meio de mini cirurgia pode ser necessária, para extrair o pus aglomerado dentro da pele.

No caso dos abscessos dentários, conforme também já mencionamos, o problema pode ser mais perigoso por localizar-se dentro da boca e pode levar a infecção a outras partes do corpo.

Isso não quer dizer, no entanto, que um abscesso dentário não possa desaparecer sozinho.

A infecção pode sim melhorar, por meio das defesas do nosso próprio organismo, mas não é nem um pouco recomendado que se espere uma reação do nosso corpo.

Um abscesso na gengiva ou raiz do dente, é, portanto, sinal de infecção bacteriana. Com isso, consultar um dentista é fundamental para que seja feita uma avaliação do problema e caso preciso, a retirada do abscesso.

Abscesso Dentário causas, tratamentos e sintomas

Geralmente o abscesso rompe a pele sozinho, liberando o pus. Pode ser que seja preciso abrir a pele mecanicamente, e assim, fazer uma drenagem para eliminar o líquido purulento.

Após a erupção do abscesso, o alívio é imediato, e a protuberância desaparece, portanto, ele acaba sumindo logo após explodir.

Mas mesmo com o abscesso estourado, é bom ficar atento e verificar com o seu dentista qual a necessidade de ministrar medicamentos antibióticos para continuar o tratamento e acabar de vez com a infecção.

O que um abscesso dentário pode causar?

Já conversamos sobre o perigo de uma infecção mal tratada ou simplesmente negligenciada.

O abscesso dentário ocorre, pois há na boca uma infecção bacteriana que põe em risco sua saúde bucal.

Podem ser causados, então, diversos problemas para quem está sendo acometido por um abscesso:

  • Dor na região da gengiva ou na raiz do dente
  • Secreção com pus na boca
  • Dificuldade para mastigar
  • Mau hálito
  • Febre
  • A infecção pode se espalhas pelos ossos da face e órgãos
  • Perigo de a infecção alcançar outros dentes adjacentes
  • Pode ocasionar problemas cardíacos
  • O abscesso pode causar sinusite
  • Não raro, pode causar a morte do paciente

Por mais drástico e improvável que possa parecer, é importante frisar que esse quadro infeccioso, apesar de parecer nada preocupante, é bastante sério.

Muitas vezes é necessário fazer tratamento com antibióticos ou outros tipos de remédio, para ajudar a sanar a infecção e resolver o problema.

Não negligencie os abscessos dentários, dores de dente ou nos ossos da face e fique atento também a sangramentos na gengiva de forma recorrente.

Todas essas situações remetem a infecções bacterianas e podem ter resultados ruins quando não tratadas adequadamente.

Como tratar um abscesso no dente?

Já citamos algumas formas de amenizar as dores do abscesso dentário, como fazer compressas quentes, bochechar água morna e sal, usar remédios para dor, entre outros.

Antibióticos naturais, como o alho ou própolis, também podem auxiliar nos quadros mais brandos de abscesso dentário.

Mas não se engane com isso. Esses métodos são paliativos, e nada supre uma visita ao seu dentista de confiança.

Um abscesso dentário é resultado de uma infecção. Com isso, é necessário que o dentista faça uma avaliação da sua gengiva para ver se é nela que se localiza o problema, ou pode ser necessário tratar o dente afetado que gerou o abscesso.

A depender da causa dessa formação protuberante, um tratamento diferente será necessário para resolver o problema.

Alguns tratamentos que podem ser feitos para curar o abscesso dentário:

  • Ministração de medicamentos antibióticos
  • Tratamento na gengiva afetada
  • Tratamento de canal no dente afetado
  • Extração do dente
  • Drenagem do abscesso dentário
  • Tratamento para periodontite

Detalhes sobre tratamentos de abscesso dentários

Como podemos notar, o tratamento depende um pouco da causa do problema, e do tipo de abscesso que o dentista irá tratar.

Geralmente, quando o abscesso fica localizado na gengiva, sua causa é por infecção no próprio tecido.

O dentista faz uma pequena incisão, para que assim, aconteça a ruptura do abscesso e então, os líquidos são drenados. Após isso, o médico pode receitar antibióticos para continuar o tratamento e sanar por completo a infecção.

Caso o problema seja interno, na raiz do dente, o dentista pode optar pela extração do dente ou pelo tratamento de canal.

A extração é feita em casos mais extremos, em que não haja possibilidades reais de salvar o dente afetado.

Quando ainda é possível fazer uma restauração, pode-se optar pelo tratamento de canal.

Abscesso Dentário causas, tratamentos e sintomas

Nesse caso, o dente é limpo e desinfetado, tanto por dentro quanto por fora, e o dentista retira toda sua polpa.

O dentista faz o preenchimento do dente com um material que servirá para estrutura-lo, e ele agora não tem mais nervos e está morto.

Dessa forma, os medicamentos colocados diretamente no canal acabam com a infecção, além dos antibióticos que podem ser receitados pelo dentista.

Com isso, é possível notar que para resolver o problema de forma segura e satisfatória, recorrer a um profissional capacitado é fundamental, mesmo que você não esteja sentido dores no momento.

Visite seu dentista e então verifique as possibilidades de tratamento para o seu caso.

Melhores formas de cuidar da sua higiene e saúde bucal

Cuidar da saúde e higiene bucal é parte fundamental para evitar todo e qualquer problema em sua boca e também em outras partes do corpo.

Já falamos um pouco sobre isso, mas nunca é demais frisar que o cuidado com os dentes e a gengiva deve ser diário. Vamos adicionar mais alguns pontos que podem ser interessantes para você tomar nota:

  • Vá ao dentista para que ele aplique flúor em seus dentes periodicamente
  • Use escovas de cerdas macias
  • Troque as escovas de dente periodicamente
  • Cuidado com os alimentos consumidos. Evite doces!
  • Use cremes dentais com flúor
  • Use fio dental diariamente
  • Ao escovar os dentes, escove também a língua para eliminar os germes que ficam nela
  • Converse com seu dentista para obter indicação de bons produtos

A higiene bucal é importante, porém deixada de lado por muitas pessoas. Essa atitude pode custar caro, tanto para o bolso, quanto pela dor e desconforto que essa negligencia pode vir a causar.

Ao manter bons hábitos de higiene e saúde bucal, você fica livre do mau hálito e sai do risco de problemas como a gengivite, que causa sangramento na gengiva e posterior perda dos dentes quando agravada.

Concluindo

Talvez você já tenha passado, ou esteja passando por um problema tão desagradável quanto o abscesso dentário.

No entanto, como explanamos, você pode tanto prevenir quanto remediar um abscesso já formado.

É importante ter em mente que o principal para evitar qualquer tipo de problema em sua saúde bucal é manter uma boa higiene, comer poucos doces e visitar seu dentista ao menos duas vezes ao ano.

Dessa forma você evita cáries e outras infecções e ainda pode começar um tratamento cedo, caso seja necessário.

Não deixe para depois caso esteja sofrendo com um abscesso dentário.

Esse problema pode ser comum, mas torna-se perigoso caso você não o trate de forma adequada.

Converse com seu dentista a respeito das medidas a serem tomadas e nunca tome medicamentos por conta própria.

Gostou das informações que trouxemos hoje? Se você acha que tem alguém precisando ler essas dicas, então compartilhe esse artigo e ajude-nos a passar essas informações adiante.

Aproveite e deixe também nos comentários as suas considerações a respeito de abscesso dentário, cáries e outros problemas bucais.