Início Comunidade

Comunidade

por Demosuco
Caminho de navegação do fórum - Você está aqui:ComunidadeDemosuco: GeralAVC é hereditário?
ou Cadastrar para criar postagens e tópicos.

AVC é hereditário?

O AVC é um problema que pode sim ser hereditário. Se o AVC hemorrágico for em decorrência de um aneurisma cerebral, há uma probabilidade de que esse problema possa ter causas hereditárias.

Mas é importante entender que nem sempre o AVC será em decorrência de herança genética.

Quando o acidente vascular cerebral ocorre por conta de um aneurisma, que pode ser hereditário ou não, há uma chance de que seja genético. O aneurisma é um problema em que as paredes de uma artéria se enfraquecem.

Esse enfraquecimento pode provocar com que a parede dessa veia fraca se rompa, fazendo com que haja assim um vazamento de sangue, uma hemorragia.

Essa hemorragia, que se trata então de um acidente vascular cerebral, pode levar a morte em aproximadamente 40% dos casos de aneurisma.

Vale lembrar que o aneurisma nem sempre é hereditário e pode vir a ocorrer por outros fatores. Dentre eles, podemos citar os seguintes:

  • Fumo;
  • Pressão alta sem controle;
  • Placas de gorduras nas artérias;
  • Abuso de álcool;
  • Diabetes.

Como é possível perceber, o aneurisma é muito mais comum em situações provocadas por maus hábitos de vida ou mesmo falta de acompanhamento médico.

Pela estatística, apenas 15% das pessoas que tiveram um AVC por decorrência do rompimento de um aneurisma tiverem causas genéticas.

Vamos agora falar um pouco mais sobre o AVC e saber quais são os tipos, quais as complicações, o que é e outras informações importantes e que você precisa saber.

O que é um AVC?

O AVC, ou acidente vascular cerebral, é um problema de saúde sério em que ocorre tanto o rompimento de um vaso sanguíneo no cérebro ou a obstrução do vaso por um coágulo ou placas de gordura.

Esse problema desencadeia então uma interrupção na oxigenação cerebral e na nutrição do órgão, fazendo com que ocorra a degeneração do tecido cerebral.

Existem 2 tipos de AVC. Seja qual for o tipo, é necessário atendimento médico rápido, já que o problema desencadeia danos permanentes ou até mesmo a morte.

AVC Hemorrágico

No AVC hemorrágico, o que acontece é um rompimento de uma veia ou artéria no cérebro, fazendo assim com que haja uma hemorragia dentro do órgão ou em sua superfície.

Isso faz então com que a pessoa afetada acabe por sentir uma dor de cabeça intensa e muito repentina, além de perda de sentidos ou até convulsões.

O socorro médico precisa ser rápido, já que esse tipo de AVC tem mais chances de levar a pessoa a óbito.

AVC Isquêmico

O AVC isquêmico, ou também chamado do isquemia, é um problema em que ocorre a obstrução de uma veia ou artéria do cérebro, provocando uma falta de oxigenação no local.

Essa falta de oxigenação também provoca morte do tecido do cérebro afetado, o que causa então diversos problemas e sequelas.

Que complicações um AVC pode trazer?

Dependendo da gravidade do AVC a pessoa pode não ficar com nenhuma sequela ou até vir a óbito nos casos mais sérios.

Quando a pessoa sofre um AVC que deixa sequelas sérias, elas podem ser:

  • Dependência total de outras pessoas;
  • Dificuldades motoras de leves a severas;
  • Problemas na fala;
  • Depressão;
  • Alterações no comportamento;
  • Problemas cognitivos.

As sequelas podem variar muito a depender do caso, do tipo do AVC que a pessoa sofreu e também, dependem do tempo médio até o início do socorro prestado.

Para minimizar o máximo as sequelas que podem ocorrer, é muito importante que se busque ajuda médica o mais rápido possível.

Isso ajuda a minimizar muito os riscos de mortes ou de sequelas graves ou permanentes, fazendo então com que a pessoa possa se recuperar mais facilmente.

O ideal é que a pessoa receba hospitalização em até no máximo 3 horas do início do aparecimento dos sintomas de um AVC, seja ele isquêmico ou hemorrágico.

O que leva uma pessoa a ter um AVC?

Diversos fatores podem levar uma pessoa a ter um AVC, dentre eles podemos citar por exemplo os seguintes:

  • Fatores genéticos;
  • Pressão alta;
  • Colesterol descontrolado;
  • Alimentação rica em gorduras;
  • Falta de exercícios físicos;
  • Fumo;
  • Uso de drogas ilícitas;
  • Alcoolismo.

Como visto, o fator genético ocorre sim, no entanto, é muito mais fácil que o AVC seja provocado por situações como maus hábitos de vida.

Uma boa alimentação, exercícios físicos regulares e acompanhamento médico pode ajudar a evitar a ocorrência de um AVC.

Qual pressão pode causar AVC?

A pressão alta pode causar um AVC. Quando a pressão está fora dos níveis normais, que em geral é 12 por 8, ela pode acabar lesionando os vasos e artérias, e criando riscos de um rompimento.

Sendo assim, o risco de um AVC é muito maior quando a pessoa tem problemas de pressão arterial alta sem tratamento.

Muitas vezes se faz necessário usar medicamentos específicos para que se possa controlar adequadamente a pressão, garantindo assim menos riscos para a saúde dos vasos e artérias do corpo.

Consulte seu médico e faça um exame para conferir se há problemas com a sua pressão arterial e o que pode ser feito para controla-la.

Quais os sintomas pré AVC?

Identificar o início de um AVC pode ser relativamente simples. No entanto, o importante mesmo é identificar os sintomas e correr para o hospital. Os sintomas pré AVC são os seguintes:

  • Perda de força em um dos lados do corpo;
  • Alterações no rosto;
  • Tontura;
  • Desmaio;
  • Dor de cabeça repentina e extremamente forte;
  • Convulsão;
  • Alterações na visão.

Ao notar que uma pessoa tem os sintomas do AVC, é muito importante ir a um hospital mais próximo o mais rápido possível já que se trata de uma emergência médica.

É possível ter um AVC com pressão normal?

É muito difícil ter um AVC com pressão arterial e glicose normais. Sendo assim, é muito importante que você faça o controle adequado da sua pressão e da glicose, mantendo sempre em níveis normais.

Fazer uma dieta com alimentação adequada, cheia de legumes, verduras e hortaliças é fundamental para uma boa saúde.

Além disso, fazer exercícios físicos regulares também auxilia no controle da pressão e de uma boa saúde. Evite o sedentarismo e procure ter uma vida mais saudável.