Comunidade

Caminho de navegação do fórum - Você está aqui:ComunidadeDemosuco: GeralÉ normal sentir ardência depois d …
ou Cadastrar para criar postagens e tópicos.

É normal sentir ardência depois da relação?

Sentir ardência depois da relação ou até mesmo durante ela não é normal e pode indicar algum tipo de problema que precisa de um pouco mais de atenção.

De todo modo, é bom saber que nem todos os problemas são sérios, sendo, portanto, fáceis de tratar e de obter resultados.

Mas para isso, é preciso visitar o ginecologista para saber exatamente o que está provocando a dor ou ardência e saber como fazer o tratamento do problema de forma mais efetiva.

Algumas coisas podem fazer sentir ardência depois da relação, como por exemplo:

  • Verminoses;
  • Infecções urinárias;
  • Problemas relacionados à lubrificação vaginal;
  • Alergia a algum produto ou até mesmo a preservativo;
  • Vaginismo.

Seja o que for, apenas o médico poderá diagnosticar e dizer com certeza qual o problema que está acontecendo.

Se for necessário, ele irá recomendar o uso de medicamentos, cremes ou qualquer tipo de produto que possa estar solucionando o problema.

Vamos agora saber um pouco mais a respeito da ardência depois ou durante a relação e conferir possibilidades do que pode estar provocando esse problema. Confira as informações.

O que pode ser ardência depois ou durante a relação?

A ardência depois da relação pode significar diversas coisas, mas, é preciso saber exatamente do que se trata para obter um tratamento efetivo para o problema.

Abaixo, vamos conhecer algumas das possíveis causas da ardência e entender melhor sobre esse assunto.

Alergias

Muitas mulheres podem sofrer diversos tipos de alergia, a vários tipos de coisas, como por exemplo:

  • Tecido da calcinha;
  • Látex do preservativo;
  • Amaciante;
  • Produtos ou cremes;
  • Sabonetes perfumados;
  • Absorvente;
  • Papel higiênico.

Todos esses tipos de produtos podem provocar alergias na mulher, o que provoca ardência ao urinar ou a ter relações sexuais. É importante evitar o uso de produtos perfumados, já que eles podem causar diversos tipos de alergias.

Observe também se, além da ardência durante ou depois da relação, existe odor desagradável e corrimento com cor diferente do normal.

Procure um ginecologista para maiores informações sobre como sanar esse tipo de problema.

Vermes

O verme mais comum de causar coceira e ardência na região anal e vaginal é o oxiúros. Esse verme instala-se no anus e, quando não tratado de forma correta, pode passar para a região vaginal e causar problemas.

Ao notar coceira frequente na região, é muito importante que você vá ao médico e faça uma avaliação para saber se realmente trata-se do oxiúros.

Para tratar o verme, é necessário utilizar medicamentos específicos para tratar a doença, como o albendazol, que geralmente é tomado em dose única. Converse com seu médico para saber outras opções e modos de tratamento.

Vaginismo

O vaginismo é um problema relativamente comum, que faz com que as paredes da vagina se retraiam, dificultando assim a penetração na hora da relação sexual.

Esse tipo de problema costuma provocar dores e ardência recorrentes durante ou após o ato sexual, o que pode trazer muito incômodo para a mulher ou até mesmo impedir a relação.

Nem sempre é possível designar a causa do problema, e o tratamento pode necessitar até mesmo de medicamentos e fisioterapia.

Caso você tenha suspeita de vaginismo, procure seu ginecologista e busque estratégias para resolver esse problema que pode ser tão desconfortável.

Pouca ou nenhuma lubrificação

A falta de lubrificação vaginal provoca dores e ardência na vagina, principalmente durante a relação sexual. Essa situação ocorre quando a mulher não está estimulada o suficiente para a penetração ou mesmo por ter passado por um parto recente ou estar na menopausa.

De toda forma, nesses casos, usar um lubrificante ou preservativo bem lubrificado pode minimizar o desconforto, amenizando a ardência ou dor durante e após a relação.

Infecção na vagina

A candidíase é um tipo muito comum de infecção vaginal e que também provoca esse tipo de desconforto. Ela é provocada por um fungo específico que altera a flora vaginal e deixa a região com ardência, coceiras e causa incômodos durante e depois da relação.

Uma outra forma de identificar esse problema é o caso de observar corrimentos com cor estranha e cheiro forte e desagradável.

Apenas o ginecologista poderá ter a certeza da causa e fornecer meios para o tratamento. É muito importante tratar esse problema, já que é transmissível e pode causar a doença em outras pessoas.

Vulvodínia

A vulvodínia é um problema desagradável referente ao assoalho pélvico da mulher, que acaba por trazer diversos problemas para a pessoa afetada, principalmente durante e após a relação sexual.

Geralmente, os sintomas ocorrem de forma recorrente, portanto, é muito incômodo e precisa de um acompanhamento médico para que possa receber tratamento.